Pesquisar este blog

Tradutor

domingo, 22 de junho de 2014

Rouxinol


É mais um dia que finda...
Ouço ao longe o canto dos pássaros ao anoitecer
Será mais uma noite que o sono não virá
Me restará apenas a saudade...


Olhando da minha janela sinto o vento da solidão gelando minha alma...
Volto a lembrar do amor que foi embora no vendaval
Fico aqui me perguntando por que teve que ser assim?
O silencio da noite ecoa sobre as luzes da cidade fria
As lagrimas que percorrem meu rosto são como uma navalha rasgando meu peito...


Mesmo após horas mergulhadas nesse pranto que não cessa
Começo a ouvir no rádio uma bela música
E navegando em seus acordes
Em sua melodia encantadora
 Me faz lembrar mais e mais de como fomos felizes...


Vou aqui viajando em meus pensamentos insanos ouvindo esse som...
Som que me faz refletir se há uma razão para seguir em frente como a bela letra diz
Por um instante consigo ouvir o canto do pássaro descrito na canção
E por mais que tente não consigo conter as lagrimas
Pois o tempo passou, mas a saudade permanece...


Ainda sonho com sua volta todas as noites...
Em meio a minha angustia, vejo os primeiros raios de sol surgirem
Começo a me preparar para encarar o que ainda resta de mim...

A canção chega a seu final...
A melodia que embalou meus sonhos vai sumindo lentamente com o canto dos pássaros
Por um instante penso: Serei capaz de não mais temer seu canto?
Não sei até quando a tristeza será minha companhia, mas ainda espero o dia que não mais chorarei ao ouvir a bela harmonia do canto do Rouxinol...
  

Inspirada por: Rouxinol (Milton Nascimento)




Nenhum comentário:

Postar um comentário